by 21:35

Tapeceiro

by 20:46
Tapeceiro
Grande artista
Vai fazendo o seu trabalho
Incansável, paciente
No seu tear
Tapeceiro
Não se engana
Sabe o fim desde o começo
Trança voltas, mil desvios
Sem perder o fio
Minha vida é obra de tapeçaria
É tecida de cores alergres e vivas
Que fazem contraste no meio das cores
Nubladas e tristes
Se você olha do avesso
Nem imagina o desfecho
No fim das contas
Tudo se explica
Tudo se encaixa
Tudo coopera pro meu bem
Quando se vê pelo lado certo
Muda-se logo a expressão do rosto
Obra de arte pra honra e glória
Do Tapeceiro
Quando se vê pelo lado certo
Todas as cores da minha vida
Dignificam a Jesus Cristo
O Tapeceiro.

Que poesia, essas são palavras inexplicáveis do Stênio Marcius! Vale apena ficar de olho nesse homem de Deus! :') 
by 21:02



Poetizador | via Facebook



O que você quer? 
- olhei para mim, mesmo sem me ver e perguntei - 
O que você espera dessa vida? 
- aquilo me torturou - 
mas, então viva. 





Pedra e flor

by 15:05

Coração duro,
feito uma pedra 
- sequer uma fresta. 
É a pedra,
e tinha uma pedra, 
tinha um pau
uma viela. 
Não sou Drummond,
e nem Elis, 
as águas são o ano todo, 
furando a pedra, 
tirando o sufoco.

E foi pedra 
ainda mais um pouco, 
controlada por um espaço oco. 
Por um mundo louco. 

Mas foram as águas do ano todo,
que fizera uma fresta, 
e houve festa
dentro do coração oco
E nasceu flor,
fez-se jardim, 
onde só o espinho reinou. 

O Amor raiou.


Oremos.

Crédito à imagem: Adivinha Dindi. (Tumblr)

(OBRIGADA ESPIRITO SANTO)















Tecnologia do Blogger.